Golpes via PIX

Saiba mais sobre Golpes via PIX

PIX é um serviço digital para transferências bancárias gratuitas e instantâneas que facilita a vida de muitas pessoas. Com sua rápida popularidade entre os brasileiros, as tentativas de golpes usando o serviço também aumentaram. Conheça os principais golpes e saiba como se proteger.


A seguir, conheça os principais Golpes via Pix e saiba como se proteger.


1 – clone do WhatsApp
Os clones do WhatsApp já existiam antes mesmo do Pix ser lançado, mas com o advento da tecnologia, o golpe se intensificou. Os golpistas se passam por empresas para entrar em contato com as vítimas e pedir aos usuários que insiram códigos enviados por criminosos para confirmar, atualizar ou verificar determinados registros.
2 – Serviços bancários falsos
Aqui, os bandidos aproveitam a falta de conhecimento sobre os tipos de chaves Pix que os usuários podem se inscrever. Os criminosos se passam por funcionários de banco e enganam as vítimas para que criem chaves Pix.

3 – Bug PIX
O golpe começou com a disseminação de notícias falsas, também conhecidas como notícias falsas, nas redes sociais, alegando que a Pix tinha uma falha na qual as pessoas eram recompensadas em dinheiro por transferirem valor para determinadas chaves.

O resto você já sabe: o cliente transfere o valor para uma suposta chave vencedora, e o dinheiro vai direto para a conta do golpista. No prazo e sem complicações. Como explicamos anteriormente, ao transferir dinheiro via Pix, dificilmente você pode desfazer a ação e, mesmo no caso de golpes, as vítimas o fazem de boa vontade.
4 – Código QR falso
Uma forma de pagar com Pix é através de um código QR. Atualmente, os códigos QR são comuns em apresentações ao vivo e online para arrecadar fundos para artistas ou instituições.

Os golpistas baixam esses vídeos e usam um código QR falso para criar uma nova transmissão onde postam os vídeos e o dinheiro vai diretamente para as contas dos criminosos.

Posts Recentes