INVESTIDOR ANJO

o que é um investidor anjo e como ser um?
Todos querem investir para assim se tornar sócio de startups que se tornam um unicórnio. No entanto esse privilégio ainda é bastante escasso, existem poucas empresas que são lucrativas e de valor bilionário no mundo, sendo que não existe nenhuma na América do Sul atualmente, assim, sendo bastante complicado de escolher onde colocar o seu dinheiro e investir no negócio. Descubra mais sobre o investidor anjo, uma opção para quem tem a curiosidade de investir e se tornar sócio de uma startup.
Quando é acertado, o retorno investido pode superar em dezenas de vezes, porém é preciso trabalhar com as exceções, e não com a regra. Estudos comprovam que cerca de 7 em cada 10 startups que receberam incentivos financeiros de investidores fecham as portas antes de 5 anos de existência.
Isso significa que o investidor teve perca de todo capital investido na startup. Sendo assim, podemos classificar o investimento em startup como um aporte financeiro de altíssimo risco.
Como é visto nas grandes teorias de investimento, se tratando de alto risco, deve ser investido apenas uma pequena parte de seu patrimônio nesse tipo de negócio. Ainda alinhado com outras teorias dos investimentos, você deve diversificar, ou seja, diversificar colocando seu dinheiro em diferentes investimentos, nunca centralizar em um local só. O que é recomendado é a criação de um portfólio com as variedades de pelo menos 10 empresas diferentes, para baixar consideravelmente o risco e aumentar muito a probabilidade de retorno, além de também adicionar muitas chances de estar a bordo de uma startup unicórnio.

O que faz o investidor anjo?
Hoje, os investidores-anjo são a maior fonte de financiamento para startups, tanto na fase final de validação quanto na fase de crescimento. Normalmente, os investidores-anjo têm uma sólida compreensão de negócios, finanças e/ou um mercado específico. No Brasil, os investidores anjos geralmente são ex empreendedores que tiveram sucesso em suas startups e querem começar a apoiar o ecossistema, ou executivos de grandes empresas que querem diversificar sua riqueza e usar seus conhecimentos para encontrar novas oportunidades de investimento. Esses anjos investem em empresas inovadoras dentro dos mercados onde possuem expertise e podem agregar outros recursos como conhecimento, experiência e contatos para viabilizar o sucesso das startups apoiadas. O valor médio do investimento varia de 10.000 reais a 1 milhão de reais, e o valor (valuation) da startup também pode variar e está estimado em até 4 milhões de reais, a partir desse preço, os fundos de venture capital são mais explorados nesse campo (VC ).

O investimento anjo, como funciona?
Basicamente, investir é com investidores fornecendo capital em uma empresa iniciante em troca de retorno de capital, ou seja: ações da empresa para ter esse direito.
Os anjos serão donos das ações preferenciais da startup, ou dívida conversível em notas da empresa. Se o acordo for guiado pela segunda opção, significa que o investidor está efetivamente pegando dinheiro emprestado da startup e pode converter o “pagamento” em ações da empresa dentro de um prazo mutuamente acordado.
Para expandir seus esforços, os anjos costumam investir em um grupo. Existem várias associações e redes de investidores que assessoram os interessados neste modelo financeiro, como a Anjos do Brasil em São Paulo e a Gávea Angels no Rio de Janeiro, para citar algumas.
As associações criam redes de contatos, buscando e apresentando startups para seus parceiros e assessorando na documentação do acordo, todos esses fatores são muito importantes para esse tipo de investimento. Se ainda é novo nesse mercado, a recomendação é de se juntar a um grupo de anjos ou co-invista com outros investidores.
Uma junção de investidores anjos quer dizer que todos estão investindo nos mesmos termos, ou seja, estão indo pelo mesmo caminho e por meio dos mesmos contatos. Muitas vezes existe uma ‘liderança’ que faz as negociações os termos e representa os demais colegas. Uma maneira simples para iniciar o investimento como anjo é encontrar um colega que já faz isso e tem experiencia no determinado mercado, e buscar ser incluído em seus grupos. Então, tudo que tem a ser feito é acompanhar esse parceiro, ouvir dicas e tomar a decisão de investir ou não.
Se não é possível ter esse contato fácil, pode ser guiado também por exemplos de termos dos investimentos e documentos que são padrões e estão disponíveis na internet, como no National Venture Capital Association.  No entanto, obviamente, você precisa ter um advogado para ele rever tudo antes de ter a assinatura.

As rodadas seguintes
À medida que as startups progridem, novas rodadas de investimento devem ser feitas para continuar a financiar o rápido crescimento. Ao monitorar as empresas, os investidores bem-sucedidos procuram determinar quais empresas estão tendo melhor desempenho e continuam investindo.
Com uma melhor compreensão da empresa e um estágio mais avançado, os anjos podem escolher investimentos que sejam menos arriscados e com maior probabilidade de sucesso. Então, economize dinheiro para investimentos futuros. Os investidores em estágio inicial geralmente têm o direito de participar das rodadas subsequentes.
Concluindo, como anjo, você deve considerar investir em participações pequenas, sempre buscando ter um portfólio amplo e diversificado. Encontre parceiros onde você possa criar uma rede que traga oportunidade e conhecimento. Ao investir, economize algum dinheiro para as rodadas subsequentes e invista em negociações mais eficientes e aumente suas chances de sucesso.

Posts Recentes