Pesquisar

Banco Central lança moeda digital brasileira

eliseu barbalho
Banco Central lança moeda digital brasileira
O que você vai ler neste artigo:

O Brasil pode ter uma moeda digital emitida pelo Banco Central (BC), como extensão da moeda física. O BC anunciou hoje (2 ), em Brasília, as diretrizes para a criação da moeda no país.

Em nota, a instituição afirmou que “promoveu discussões internas e com os seus pares internacionais tendo em vista o eventual desenvolvimento” da moeda. Segundo o BC, a moeda “deve acompanhar a dinâmica do desenvolvimento tecnológico da economia brasileira”.

O coordenador dos trabalhos sobre moeda digital do Banco Central, Fábio Araujo, explicou que a moeda digital será diferente das criptomoedas. “Ativos criptografados, como o Bitcoin, não têm as características de moeda, mas um ativo. A opinião do Banco Central sobre os cripto ativos continua a mesma: são ativos de risco, não regulados pelo Banco Central e devem ser tratados com cautela pelo público”, afirmou.

Acrescentou que a moeda será garantida pelo Banco Central e a instituição financeira ficará com o dinheiro apenas para o cliente que optar pela nova modalidade

Diretrizes

Entre as diretrizes está a ênfase na possibilidade de desenvolver modelos inovadores baseados em evoluções tecnológicas, como contratos inteligentes, internet das coisas (IoT) e dinheiro programável; previsão de utilização em pagamentos de varejo; e possibilidade de realização de transações online e possivelmente offline.

A distribuição ao público será mediada pelos custodiantes do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e do pagamento brasileiro (SPB), sem remuneração às instituições financeiras pelo BC.

“Segurança jurídica no seu trabalho” e “Cumprimento de todos os princípios e regras de sigilo e segurança determinados, em particular, pela Lei Complementar nº. 105 de 2001 (sigilo bancário) e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais “.

Segundo  Banco Central, tecnologia de geração de dinheiro deve “seguir recomendações” e normas jurídicas internacionais sobre a prevenção da lavagem de dinheiro, o financiamento do terrorismo e o financiamento da proliferação de armas de destruição em massa, incluindo o cumprimento de ordens judiciais de rastreamento ilegal operações “. A moeda também deve permitir pagamentos em outros países.

NOTAS DO BANCO CENTRAL SOBRE A MOEDA DIGITAL

 Na nota, o BC afirma ainda que é necessário aprofundar a discussão com o setor privado antes de definir um cronograma para a implantação da moeda. “O diálogo com a empresa vai permitir uma análise mais detalhada não só dos casos de uso que podem se beneficiar da emissão de um CBDC [sigla em inglês que se refere a Moedas Digitais do Banco Central, moedas digitais emitidas pelos bancos centrais], mas até mais tecnologias. adequadas à sua implementação”.

Segundo Araújo, a expectativa é que as condições necessárias para a implantação da moeda sejam atendidas em “dois ou três anos”. “As condições são tecnologia e segurança de acordo com as diretrizes que foram definidas hoje pelo Banco Central”, afirmou.

Compartilhe este conteúdo:

Adicione o texto do seu título aqui

Eliseu Barbalho é formado em Educação Física. Na Mister Money ocupa o cargo de Comunicação e Relacionamento, hoje também acumula funções como Copywriter no time de SEO & Conteúdo na Mister. Praticante de musculação e um grande apaixonado por jogos online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais conteúdos sensacionais como esse?

Inscreve-se e tenha as novidades exclusivas no seu e-mail.

Ao enviar você concorda receber comunicações e ofertas através do envio de e-mail.
Li e aceito os Termos de Uso, Termos de Autorização e Política de Privacidade.