Pesquisar

Empréstimo pessoal ou consignado: qual escolher? Saiba agora!

eliseu barbalho
Entenda as diferenças entre emprestimo-pessoal e consignado e saiba qual e o ideal para você
O que você vai ler neste artigo:

Por onde quer que passamos, estamos sempre rodeados de propagandas de empréstimos, financiamentos e crédito consignado encontradas em vários veículos de comunicação, além das ruas.

Ao passar por uma situação complicada financeiramente, fica difícil resistir a todas essas propostas. É possível tirar bom proveito de todas essas opções ao tomar os devidos cuidados e a atenção necessária. Em vista disso, é preciso pensar com calma e pesquisar bastante antes de se comprometer com os tipos de créditos oferecidos pelo mercado.

Existem várias linhas de crédito para financiamento. Nesta matéria, vamos abordar especificamente duas delas, que são as mais procuradas pelos consumidores: o crédito pessoal e o crédito consignado.

O que é o empréstimo pessoal?

O crédito pessoal é uma modalidade de empréstimo em que o dinheiro oferecido por uma instituição bancária ou financeira pode ser usado para qualquer fim, sem informar como será utilizado.

Ao contrário do crédito consignado, esse recurso pode ser solicitado por qualquer pessoa – desde aquelas que estão passando por um momento de descontrole financeiro até as que desejam investir ou montar um negócio.

O crédito pessoal pode te ajudar em despesas imediatas, mas, para que isso aconteça, é necessário estar com o nome limpo, documentos e endereço atualizados. Além disso, um ponto importante que vale ressaltar: com menos de 30% da sua renda comprometida, as chances de ter o crédito aprovado pelo banco são muito altas.

Cada instituição tem sua própria política de concessão de crédito, assim como o valor da taxa de juros, portanto, fique atento a esses detalhes.

O que é o empréstimo consignado?

O crédito consignado é outra alternativa de empréstimo e aplica a seguinte forma de pagamento: uma parte do valor de seu salário fica retida para ser paga todos os meses. Esse empréstimo pode ser efetuado pelos aposentados, servidores públicos, pensionistas e trabalhadores da iniciativa privada.

A partir disso, sua grande vantagem é que ele possui taxas de juros mais baixas do que o cheque especial, com desconto das parcelas da folha de pagamento e possibilitando a contratação – mesmo para quem possui “nome sujo” – e a divisão das parcelas.

Qual a diferença entre empréstimo pessoal e empréstimo consignado?

Quando se ouve falar em limite de crédito, a opção de crédito pessoal parece ser mais atrativa devido à maior quantia a ser liberada. Já o crédito consignado, consegue chamar mais atenção quando as taxas de juros são citadas. Cada um possui seus diferenciais.

Pensando nisso, a seguir, separamos as principais diferenças que você precisa saber entre o crédito pessoal e o crédito consignado para que você faça a escolha ideal:

Empréstimo pessoal

  1. No crédito pessoal, não é necessário informar como essa quantia será utilizada;
  2. Esse recurso pode ser obtido através de qualquer pessoa;
  3. É possível quitar ou diminuir as dívidas: referente aos juros do rotativo do cartão de crédito (aproximadamente 12%) e os do cheque especial (quase 15%), pode-se encontrar taxas de crédito pessoal de até 6% ao mês no mercado;
  4. Utilização para qualquer finalidade: não é necessário informar os motivos do empréstimo, você pode gastá-lo como bem entender, desde que esteja com o nome limpo, pois as consultas do nome no Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou Serasa ainda serão feitas;
  5. Sobre o desconto do empréstimo pessoal: o consumidor busca esse crédito do valor desejado junto à instituição financeira. Posteriormente, será descontado mensalmente uma vez ao mês as parcelas pactuadas.

Empréstimo consignado

  1. Em relação à quantia liberada nesse recurso, não pode superar 35% da renda total. Essa causa está na Lei 10.820/2003, que retrata sobre a permissão para desconto de mensalidades em folhas de pagamento;
  2. Para conseguir ter acesso ao crédito consignado, é necessário estar inserido em algum desses requisitos: ser funcionário público (municipal, estadual ou federal), ser militar das Forças Armadas, ser aposentado ou pensionista do INSS, trabalhar em empresas privadas com carteira assinada (crédito consignado privado);
  3. No crédito consignado, os juros acabam sendo mais acessíveis e pré-fixados, ou seja, permanecerão as mesmas até o pagamento da última parcela;
  4. O crédito consignado realiza a aprovação e liberação de crédito para negativados: as instituições bancárias não pesquisam a situação do consumidor no SCPC ou Serasa, liberando esse empréstimo até para os negativados, desde que tenham margem salarial livre;
  5. Segundo a legislação, o desconto do consignado tem um limite equivalente a  35% da renda líquida (considerando eventuais descontos), sendo 30% para despesas com empréstimos e 5% para subsidiar os gastos com o cartão de crédito consignado.

Refinanciamento do crédito consignado

Através de um refinanciamento de empréstimo consignado é possível obter crédito a partir de um empréstimo atual, sem precisar assumir um novo empréstimo ou uma nova parcela.

Essa alternativa é indicada, principalmente, para pessoas que já pagaram parte do contrato em andamento e que precisam de um novo empréstimo. Ao decidir permanecer na mesma instituição financeira e sem alterar para mais, o uso da margem consignável também é uma alternativa bem comum.

Crédito pessoal consignado privado

Citado anteriormente, o crédito pessoal consignado privado é uma maneira de empréstimo utilizada por empresas privadas que fecham parcerias com instituições financeiras a fim de disponibilizar esse recurso para seus funcionários.

Os funcionários só poderão solicitar esse empréstimo após a empresa fechar parceria com um algum banco ou instituição financeira de sua preferência. Sendo assim, quando um funcionário desejar optar por essa forma de solicitação de crédito, ele deve procurar esse banco de parceria e verificar qual valor poderá ser liberado – conforme seu salário.

O valor máximo das parcelas não pode passar de 30% da renda líquida, por exemplo: você recebe um salário de R$ 2.000 por mês. Após todos os descontos, só será possível fechar o crédito com mensalidades de R$ 600. Depois da aprovação do processo, o valor será liberado diretamente na sua conta corrente e, então, você pode fazer o que precisar com o dinheiro, como quitar algumas contas atrasadas, terminar uma reforma ou resolver alguma urgência médica. 

Além disso, o crédito consignado privado tem suas vantagens como: menores taxas de juros, FGTS como garantia e liberação de crédito para negativados. Faça agora seu empréstimo! Para mais informações, acesse o site da Mister Money e tire suas dúvidas!

Compartilhe este conteúdo:

Adicione o texto do seu título aqui

Eliseu Barbalho é formado em Educação Física. Na Mister Money ocupa o cargo de Comunicação e Relacionamento, hoje também acumula funções como Copywriter no time de SEO & Conteúdo na Mister. Praticante de musculação e um grande apaixonado por jogos online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber mais conteúdos sensacionais como esse?

Inscreve-se e tenha as novidades exclusivas no seu e-mail.

Ao enviar você concorda receber comunicações e ofertas através do envio de e-mail.
Li e aceito os Termos de Uso, Termos de Autorização e Política de Privacidade.